Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vigilância.

por FJV, em 17.11.21

Global activism informs student projects at Dubai Design Week

De entre os 60 projetos admitidos como “inovadores” na Semana do Design do Dubai, que terminou no domingo, apaixonei-me pelo Themis, um dispositivo de inteligência artificial que promete ser um sucesso em todos os lares modernos, universidades comandadas pelo desejo de corrigir o mundo e espaços públicos em geral. O Themis é um duplo altifalante, mas ao contrário: pelas suas minúsculas campânulas entra som; aí, analisa conversas, escuta tudo à sua volta e emite alertas igualmente sonoros quando escuta discursos ofensivos ou politicamente incorretos, piadas de índole racial, eventuais deslizes e picardias que podem ser consideradas trogloditas (ao lado do Themis foi apresentado o Ethics, um programa informático destinado a ‘ajudar startups de tecnologia a avaliar e agir de acordo com implicações éticas’). Na apresentação, foi dito que o Themis analisa “a imprevisibilidade do comportamento humano”. Ao detetar coisas ofensivas, o aparelho começa a zunir, suponho, desencadeando “um processo de autocrítica” nos indivíduos faltosos. Estou a precisar de um Themis para ler George Orwell.

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.