Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rui Rio e a imprensa.

por FJV, em 09.09.18

Algumas almas cândidas, que apreciam muito escandalizar-se, declararam-se chocadas com a ideia de Rui Rio abrir fogo (no meio de um discurso às juventudes do PSD) sobre a imprensa e o Ministério Público. Sobre o Ministério Público e a Justiça, trata-se de um combate antigo de Rui Rio; já a carga de cavalaria sobre a imprensa, é mais do que combate – é obsessão. Rui Rio não entende o funcionamento da imprensa nem aprecia que uma entidade livre (ainda por cima, não eleita nem dominada por eleitos) ande à solta. É certo que isto diz mais dele do que da imprensa, mas devemos ser tolerantes. A certa altura do seu discurso, Rio diz que a imprensa apenas se preocupa em vender e em fazer manchetes, como se isso fosse um pecado e Rio preferisse que a imprensa fosse propriedade do Estado para que os eleitos a manietassem a seu gosto. Ai de nós. Poderíamos brincar e sugerir que, para Rio, o jornal ideal seria um boletim elaborado pelos eleitos da sua Junta de Freguesia, com informações autorizadas pelos órgãos competentes, mas seria brincar com o fogo; e com Rio não se brinca.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.