Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os portugueses – quem vê, um vê todos,

por FJV, em 03.08.22

Além de racistas e xenófobos, como ontem não se cansavam de dizer, os portugueses – esta gente à nossa volta – são também, e passo a enumerar, pessoas preguiçosas, honradas, loiras, de ascendência africana, gordas, complacentes, generosas, praticantes de umbanda, benfiquistas, angustiadas, diabéticas, de pernas esculturais, de pele branca, com seios generosos, de ascendência paquistanesa, de cabelo frisado, sem bigode, com barbas hirsutas, de tornozelos finos, calvas, saudáveis, fanáticas de atletismo, que gostam de receber os estrangeiros, sportinguistas, demasiado descuidadas ao volante, com gosto pela comida, magras, com problemas de dioptrias, de ascendência ostrogoda e vagamente celta, boas nadadoras, fracas futebolistas, fraquíssimas em economia, de rabos elegantes e bíceps controversos, que não gostam de bacalhau, que usam bigode, de ascendência macaense ou goesa, portistas, apreciadoras de quinoa e cabidela, mentirosas, preocupadas, morenas, doutoradas em engenharia, que gostam de cantar sevilhanas e detestam fado. Amanhã podemos continuar. Isto quem vê um vê todos, não é?

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.