Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O tempo dos tolinhos.

por FJV, em 11.06.20

Os leitores desta coluna sabem que não me escandalizam as histerias dos tolinhos que, nos tempos que correm, querem corrigir a história humana a golpes de camartelo ou a decretos de censura. Derrubar estátuas (na semana passada, foi em Liverpool a de William Gladstone, um primeiro-ministro liberal anti-esclavagista mas cujo pai teve uma plantação na Jamaica, depois de, em Washington, ter sido vandalizada – com acusações de racismo – a de Lincoln, presidente abolicionista), proibir livros ou mudar a toponímia, é a regra hoje em dia. Uma geração de moralistas que se colocam acima de qualquer suspeita quer varrer a memória por decreto e por vingança; é a geração do ressentimento. Não lhes auguro nada de bom. Ontem, falei-vos dos ataques a Camões e ao Padre Vieira – foi o dia em que a HBO retirou do seu catálogo o filme E Tudo o Vento Levou, por apresentar uma visão idílica dos estados americanos do sul. Equeceram Hattie McDaniel que, com a sua interpretação nesse filme, foi a primeira mulher negra americana a obter um Oscar. Vai ser o tempo dos tolinhos e isso não me espanta.

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.