Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Língua.

por FJV, em 13.12.18

Foi uma grande barulheira por causa da “iniciativa” do PAN de mudar os provérbios portugueses que têm a ver com animais. A ideia é muito generosa e, como todas as ideias demasiado generosas, completamente estapafúrdia (além de que é uma cópia da proposta palerma do grupo PETA, uma agremiação americana dedicada aos direitos dos animais). Acresce dizer que os provérbios e expressões populares como “agarrar o boi pelos cornos” ou semelhantes, têm mais de um século de vida – e que não conheço ninguém que tenha atirado um pau ao gato depois de cantar a respetiva melodia infantil. O que aqui está em causa é, antes de mais, uma apropriação indevida dos usos de linguagem – mudar a língua, para mudar os donos da coisa. E assim se cria uma polícia que passará o tempo a vigiar qualquer deslize pecaminoso na imprensa, nos livros e na vida de todos os dias. Esta gente, inspirada pelo seu desígnio divino, é capaz das piores perseguições, por puro prazer – e a medida mais delicada é pôr-nos a comer quinoa com beringela (um desastre). Onde virdes um puritano, encontrareis um inquisidor terrível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.