Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Crianças e velhos: eleitores relapsos e abandonados no “país da moda”.

por FJV, em 11.04.18

A ciência produz quase tudo o que nos maravilha e facilita a vida – mas, infelizmente, ainda não conseguiu uma cura para o cancro. É a palavra maldita, a ameaça de uma roleta russa permanente que paira sobre as nossas vidas, o pesadelo de todos os dias. Essa evidência não impede que outros horrores aconteçam diariamente, como o facto de a quimioterapia para crianças, em regime de ambulatório (no Hospital de S. João, Porto), ser realizada num dos corredores do hospital. Isto, estranhamente, apesar de existir um movimento solidário que já garantiu fundos para a construção da ala pediátrica do hospital, conhecida por Joãozinho. Mas essa é outra história, cheia de coisas duvidosas, que é necessário esclarecer. Parece que o que está em causa são 22 milhões de euros – a ala pediátrica é provisória há 7 anos –, finalmente disponíveis e “a aguardar assinatura”. Não bastasse tratar-se de cancro, o maior dos nossos pesadelos, trata-se ainda de uma unidade pediátrica – o que é uma vergonha próxima da indignidade. Crianças e velhos: eleitores relapsos e abandonados no “país da moda”.

[Da coluna no CM]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.