Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Basílio de Cesareia e os clássicos.

por FJV, em 25.09.18

Basílio de Cesareia (330-379), uma das grandes figuras do cristianismo oriental, dizia que “a saúde em extremo é perigosa”. Escreve-o num texto maravilhoso, Discurso aos Jovens ou, na versão que acaba de ser publicada por Miguel Cabedo e Vasconcelos, Aos Jovens, Sobre como Tirar Proveito da Literatura (edição da Universidade Católica). São Basílio foi um erudito que amava a música e as letras; conviveu com os clássicos, mas sempre preocupado com aquilo que hoje designamos “realidades sociais”. É uma figura fantástica; atravessou tanto as academias como os silêncios da época, da Síria ao Egito, de Alexandria a Constantinopla, de Atenas à Mesopotâmia. Escreve a certa altura que aprendeu bastante com os homens cultos da Antiguidade “que vos deixaram palavras tais que fazem de vós [jovens] seus discípulos”. Na temporada atual, consagrada ao final do verão, o texto de Basílio é uma cratera aberta no coração das nossas inquietações. Nunca saberemos realmente como tirar proveito da literatura – a não ser a sua respiração. E, mais tarde, fartos de “saúde em extremo”, a sabedoria.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.