Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A grande ilha do silêncio de Deus.

por FJV, em 24.11.17

Morreu o Pedro Rolo Duarte. Isto é tão absurdo. Passou este dia, mas não passou a ideia de que se trata de um absurdo. Ruy Belo dizia que “somos a grande ilha do silêncio de Deus”, e às vezes só silêncio pode responder a este absurdo, o de o Pedro ter sido levado para outro lado, onde não podemos escutá-lo. Ouço-o ainda, na Rádio Comercial, há muitos anos (Só Com Gelo), leio-o aqui e ali, conversamos de passagem, rimos de passagem. A vida passa depressa. Ao balcão do Hotel D. Carlos, em whiskies de fim de dia. Nas redacções onde nos cruzámos, nas entrevistas que me fez, na coragem que teve em quebrar tantos lugares-comuns, dizendo o que pensava, o Pedro ficará para sempre como um certo tipo que tinha bom gosto, imaginação, delicadeza, tudo o que agora está a mais nesta frase. É um absurdo o Pedro morrer. Resta-nos “a grande ilha do silêncio de Deus”, que é o que somos nestas alturas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.