Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quotas da Antárctida.

por FJV, em 09.01.09

Portugal instituiu a quota mínima de um terço de mulheres presentes nas listas de candidatos ao Parlamento. Pessoalmente, acho injusto: se se trata de representar a população, quota por quota, o número deveria oscilar pelos 52%. É essa a percentagem de mulheres na população portuguesa. Mesmo assim, o governo socialista só tem duas mulheres nos ministérios, o que o deixa na cauda da Europa. Na Argentina não foi preciso recorrer a quotas. O exército acaba de enviar uma guarnição de nove mulheres para uma base da Antárctida, a 3.500 kms ao sul de Buenos Aires. Sozinhas. É a primeira vez que isso acontece na história militar, tirando a Atlântida, de que não sabemos nada. Portanto, que desculpem os leitores: o meu coração está a 14.000 kms com a operadora de rádio Vilma Cardozo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De teofilo m. a 09.01.2009 às 16:37

Não me digam que o FJV vai dar uma saltada à Antárctida para conhecer os gostos literários das pequenas, ou melhor, recomendar uma boa aguardente velha, nacional é claro.
Sem imagem de perfil

De henedina a 09.01.2009 às 21:14

No século XXI isto é notícia. Enfim, ainda dizem que não vale a pena já eu ser feminista.

Comentar post



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.