Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Disciplina.

por FJV, em 28.12.08

Não se pode pedir disciplina, porque é uma palavra de imbecis, segundo ouvi hoje na rádio. O caso da Escola do Cerco do Porto, não vale a pena exagerá-lo ou ceder à tentação da disciplina. Que uma professora seja ameaçada, isso é um pormenor nas estatísticas anuais. Também não se pode dizer que os miúdos andam mais mal criados, porque isso é desconfiar das novas gerações. A fabulosa responsável da DREN pergunta se nós nunca fomos adolescentes ou tivemos uma brincadeira na sala de aula; apetecia-me responder que já fui adolescente e que tive brincadeiras na sala de aula, mas incomoda-me que as brincadeiras de hoje sejam assim. Estamos definitivamente ultrapassados pelo andar dos tempos, pelas novas pedagogias, pelos interesses das Associações de Pais e pela necessidade de arranjar culpados que não apontaram uma arma de plástico à professora. Bom, a professora é culpada, não há dúvida, porque não conseguiu motivar os alunos de forma criativa e «inclusiva». De facto, a culpa também é dos telemóveis, porque permitem pôr estas imagens no You Tube. Como diz a fabulosa responsável da DREN, «no Norte acontecem sempre coisas no último dia de aulas», é Natal, ninguém leva a mal. Entendam-se.

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Sem imagem de perfil

De João Paulo Brito a 28.12.2008 às 12:44

Desta "avis rara" que é a senhora DREN espera-se tudo. É preciso não esquecer que esta sumidade do aparelho socialista também acha normal instaurar processos disciplinares a partir de denúncias cobardes via SMS de comentários dos professores feitos no "teachers lounge".
E o mais interessante é que esta senhora mais a horda de incompetentes da 5 de Outubro acham os incidentes da escola do Cerco normais porque a malta é jovem, e por isso contemporizam com tudo, mas já têm mão pesada contra a liberdade de expressão dos professores.
Em nome da inclusão, devia pôr-se a senhora DREN num programa ocupacional ligado por exemplo às claques. Ela tem jeito para isso. É autoritária e gosta da arbitrariedade e convive bem com com a estupidez.

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.