Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Limpinho.

por FJV, em 18.12.08

Manuel Alegre diz que quer tudo limpinho: “Que as forças conservadoras se assumam e que a esquerda seja esquerda.” Nada mais simples. O retrato desse mundo vem nos manuais, explicado com clareza e ilustrado por esquemas providenciais que mostram duas cores distintas – a da esquerda e a da direita. Infelizmente, essa realidade a duas cores está longe do espectro em que as pessoas se movem: aqui e ali contam mais as tonalidades, as sombras, os declives e até as aparências. Geralmente, queremos que os outros sejam como achamos que eles devem ser. Mas o problema é que a realidade, muito sacana, vem atrapalhar tudo e encher a vida de surpresas. No caixote de lixo da história e da política há bastantes desses manuais feitos para gente simples; alguns nem para reciclar são úteis.

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De tca a 18.12.2008 às 17:07

Nem mesmo com acid-free paper :)
Sem imagem de perfil

De José Leandro a 18.12.2008 às 17:41

A Drª. Manuela Ferreira Leite acaba de receber uma prenda de Natal. A sua Comissão Política também. Mas para além destas 'prendas' não deixa de ser curioso haverem 'embrulhos' que por mais amarrotados que estejam, e se dizendo da poesia e da liberdade, julgam os que não são de Esquerda, por isto e por aquilo. A história de sempre. A Esquerda é a panela do altruísmo. Os que não lhe pertencem, são desde logo conservadores, retrógrados e ... Com rapaziada desta nunca iremos a lado nenhum. Fiquem bem!
Sem imagem de perfil

De Henrik a 18.12.2008 às 18:46

Tudo muito Kantiano para um deputado meio-marxista-leninista. Ou não será que é isso o socialismo? Lembra-me um pouco as histórias infantis: os bons aqui os maus ali, tudo dividido e organizadinho. É demasiado pueril. É quase um pedido à mãezinha ou ao pai-natal: «senhor pai-natal o mundo está às avessas, os de esquerda não são de esquerda (já ninguém sabe o que é ser de esquerda, lê-se Lenine mas não Marx) os de direita são meio centrão. Eu não consigo viver neste mundo caótico, por favor neste natal traga-me ordo ad chao».
Sem imagem de perfil

De j.santos a 18.12.2008 às 23:21

brilhante, em poucas palavras fica explicada a, falsa, questão Alegre...
Sem imagem de perfil

De Gil Montalverne a 19.12.2008 às 01:07

Ao Francisco e aos restantes comentadores que aqui deixaram os seus comentários até agora quero dizer que Manuel Alegre é corajoso e honesto. Não procura o protagonismo. Ele tem a coragem de enfrentar o seu partido e o primeiro ministro que tem levado este país com uma arrogância vergonhosa. É ver como ele trata os jornalistas. Não lhes liga nenhuma em público mas envia recados para os jornais. Ele lá sabe. Não cumpriu nada do que prometeu e só agora, em plena crise anuncia medidas megalómanas . Manuel Alegre representa a tentativa de unir toda a esquerda seja ela de que partido for. Pensar esquerda é pensar na mudança que dê ao povo e aos trabalhadores aquilo que presentemente está concentrado num punhado de especuladores, gestores e administradores sem qualquer vergonha que roubaram este país e até as pequenas poupanças de alguns cidadãos comuns que as tinham junto pelo seu trabalho honesto e desinteressado. Não percebo como se pode estar de acordo com esta gente. O que lhes trouxe o Sócrates? Desculpem mas fico a duvidar de vocês...
Sem imagem de perfil

De Ângelo Ferreira a 20.12.2008 às 19:52

Nem mais, nem menos.

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.