Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O sr. inspector Jaime Ramos em Roma.

por FJV, em 05.12.08

 

Este fim-de-semana, lançamento em Roma de Un Cielo Troppo Blu e de Lontano da Manaus, oportunidade para reencontrar Giorgio di Marchis e Lorenzo Ribaldi, bons amigos do inspector Jaime Ramos:

«Jaime Ramos non era autoritario, ma gli piaceva dare ordini e aspettare tranquillamente che le cose si sistemassero da sole. Se c'era una critica da fare a Jaime Ramos era che non si interessava alle cose con applicazione, impegno, coerenza e ovvietà. Spesso gli sembrava che lo infastidisse qualcosa, la pioggia, un omicidio, il sole, l'estate, l'ora di pranzo. Non era mai entrato nei particolari.»

 

Sobre Longe de Manaus, críticas de Giancarlo de Cataldo no L'Unitá e de Marco Peretti no Liberazione, do La Repubblica, e do Il Manifesto.

Sobre Um Céu Demasiado Azul, crítica no Il Messaggero, Jaime Ramos no La Repubblica, no Il Sole24Ore, de Marilia Piccone (Wuz).

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel Pereira da Rosa a 08.12.2008 às 00:42

Os professores não tem que ter um modelo de avaliação inventado por quaisquer iluminados. Os professores tem que entrar para as escolas e a sua avaliação terá que ser apenas uma consequencia da sua formação pela escola. Que interessa castigar um professor depois de ele ter estragado um ano a uma centena de alunos. É de doidos. Estruturem as escolas. Fixem-lhe objectivos , tenham pessoal competente a dirigir e integrem, valorizem e avaliem diariamente o desempenho. Existe alguma empresa onde as pessoas comecem a trabalhar completamente entregues a si próprias fazendo o seu trabalho como querem? E se obrigassem todos os ramos de actividade a dividir o pessoal em dois tipos com modelos de avaliação elaborados pelo ministro da tutela? Isto não é um país. É uma casa de doidos. E se o ministério deixasse as escolas organizarem-se conjuntamente com as autoridades locais? Afinal parece que é o poder local a fazer algo que se aproveite:

Comentar post



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.