Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O cantinho do hooligan. A Batalha de Alvalade.

por FJV, em 10.11.08

Só às seis e um quarto da manhã, em pleno aeroporto, soube do resultado. Regressar à pátria e pronto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


32 comentários

Sem imagem de perfil

De Portista à retaguarda a 10.11.2008 às 12:22

Tanta festa!
Parece que ganharam a champions!
Ou foi por finalmente ganharem aos verditos?

Sim, foi bom, mas custou comó Camandro... tem mesmo de ser assim? Não há maneiro de chegar e mandar 2 ou 3 lá para dentro e arrumar o assunto?
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 10.11.2008 às 13:56

Não é uma festa. Aquilo são os jogadores do Porto a brincarem às imitações: o Raul Meireles a fazer de Liedson a dar uma cotovelada ao Fucile; o Tarik a imitar o Rui Patrício quando este se atirou para cima do Hulk; o Rolando a fazer dele próprio quando levou uma traulitada do Rochemback; e por ai fora...
Enfim, são uns brincalhões.
Sem imagem de perfil

De fernando antolin a 10.11.2008 às 15:42

Sim,claro,porque a malta do FCP são suaves anjinhos,tipo pequenos cantores de Viena...
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 10.11.2008 às 15:49

Não são, de facto, mas ninguém disse o contrário. Pelo menos também não temos lá capitães de equipa a fazer os números circenses do João-eu-quero-ir-para-o-Evreton-ou-para-o-Benfica-mas-por-favor-levem-me-daqui-Moutinho. Muito rebola aquele rapaz, credo!
Sem imagem de perfil

De josé serra a 10.11.2008 às 16:06

os jogadores do porto até podem ser anjos, não sabia era da apetência deles para jogarem à bola com a mão! mas deve ser PAIXÃO recente...
Sem imagem de perfil

De A bola filosofal a 10.11.2008 às 16:14

Isto tem origem, não no erro, mas sim na inconfidência do João Pinto. Isso de chutar com o pé que se tem mais à mão tem muito treino por trás, com o poder que o FCP tem, vão mudar as regras, mas eles já andam a treinar há muito.
Vantagem competitiva, é assim que se diz, não é?
Sem imagem de perfil

De josé serra a 10.11.2008 às 16:18

eh eh eh , neste caso não é tanto chutar com o pé que se tem mais à mão, mas ir de carrinho e deixar o braço para trás... eh eh eh
Sem imagem de perfil

De Pedro a 10.11.2008 às 16:27

Caro José Serra,

um dia, quando jogar futebol, experimente fazer um carrinho e ver o que acontece aos braços...

PS: bola na mão ou mão na bola é discutido há décadas. Aqui tenho alguma dúvida qual seria a situação (o jogador já estava no chão quando o sportinguista chuta) mas não ficaria minimamente chocado com a marcação de penalty.
O árbitro esteve péssimo e prejudicou as duas equipas (mas, na minha modesta opinião, pareceu-me ser o FCP o mais prejudicado..).
Sem imagem de perfil

De josé serra a 10.11.2008 às 17:05

sem dúvida, pedro, um dia, quando eu jogar futebol tentarei cortar de carrinho sem deixar os braços para trás...
a discussão «bola na mão/mão na bola» é dispicienda pois baseia-se no conceito de intencionalidade, que pura e simplesmente não deve existir nestes casos, visto ser um conceito, digamos, difícil de «apreender» (a intencionalidade não se vê nem se pode confirmar)... ora, a discussão deveria basear-se num conceito mais prosaico: a mão (voluntaria ou involuntariamente) cortou ou não a jogada? mudou ou não o curso da bola/jogada?
mas como o pedro sabe a fifa e a uefa não estão interessadas em resolver estes problemas, pois a confusão e a polémica destas questões é lucrativa.
Ontem quem lucrou foi o FCP. Saudações cordiais
Sem imagem de perfil

De Pedro a 10.11.2008 às 18:22

Eu disse que não ficaria chocado com a marcação do penalti mas, há-de reparar no resumo do jogo, quando o jogador do sporting chuta já o Rolando vai rolando no chão...
Se é intencional ou não, eu diria que não é intencional. Se deveria ser penalti por ter cortado uma jogada, acho que sim. Mas sendo assim, as regras deveriam ser revistas... (o que iria ser um fartote de gajos a tentarem acertar nos braços e mãos dos adversários...).

Mas, o que tem a dizer sobre as faltas de Polga e de Patrício sobre Hulk? Eu diria que houve muito empenho, ou melhor PAIXÃO, na forma como foram à bola... ;)
Sem imagem de perfil

De josé serra a 10.11.2008 às 18:29

quanto às entradas que refere, meu caro pedro, um dia quando tentar jogar à bola com o hulk vai ver como é impossível não fazer aquilo que o Polga e o Patrício fizeram... não me parece que tenha havido intencionalidade, mas se foi falta então o Paixão deveria ter marcado... Talvez as regras devessem ser revistas. Mas se tal acontecesse haveria muito jogador (excluindo o Hulk, claro) a fazer-se ao penalti atirando-se ao chão sem que lhe tivessem tocado (levando assim cartões de todo desnecessários)...
saudações cordiais
Sem imagem de perfil

De André Carvalho a 10.11.2008 às 16:33

Não sei para que é tanta discusão. A arbitragem foi péssima e o Fê Cê Pê segue em frente na Taça após ter levado um banho de futebol do Sporting. Coisas que acontecem no futebol. Parabéns ao Bruno Paixão.
Sem imagem de perfil

De do contra a 10.11.2008 às 16:52

Banho de futebol? Que mandam muitos mergulhos, lá isso é verdade.
Sem imagem de perfil

De POL a 10.11.2008 às 17:07

FOI TOTALMENTE IMERECIDO. MAS POR ISSO É UM JOGO, NEM SEMPRE GANHA O MELHOR. ESTE FCP ESTÁ LONGE DO PASSADO RECENTE.
Sem imagem de perfil

De tico a 12.11.2008 às 09:39

O FCP está longe do passado recente, mas vai lá em baixo e ninguém os come, mai'nada.
Sem imagem de perfil

De do contra a 10.11.2008 às 17:53

Imerecido? Eh eh eh
Sem imagem de perfil

De Templário a 10.11.2008 às 18:26

Banho de bola sim!

Nunca tinha visto nada assim ainda esta época - tal "massacre" futebolístico, nem de FCP, nem de SLB, nem do SCP.

Mergulho deu o Hulk.

Podiam ter sido 5 ou 6 gols para o Sporting na primeira parte. Foi "humilhação" demais. Nem tocavam na bola naquele período.

E uma arbitragem pouco feliz(uma expulsão inexistente para o Sporting) um penalty(o segundo penalty, também para o SCP talvez não, na dúvida)

Ainda dizem que é um país centralista!

Efeito positivo: A equipa técnica dos andrades não fica desempregada. Bom para eles, bom para os adversários.
Sem imagem de perfil

De TP a 10.11.2008 às 18:26

Ninguém consegue ver um jogo de um modo menos imparcial que os adeptos do sbordem. Se perdem, por mais penalties que marquem a seu favor, por mais penalties que lhes perdoem, por mais jogadores adversários expulsos, a culpa da derrota é do àrbitro.

Só alguém tremendamente mal intencionado ( ou cego , ou idiota ) pode tentar lembrar o suposto penalty do Rolando e esquecer-se de 3 penalties , limpos ( tão limpos que até um anti-portista como o sebento Rui Santos os viu ) a favor do Porto que o malandreco de urinol, Paixão, não assinalou.

O sbordem jogou melhor ? Talvez! Mas o ano passado o Porto jogou 10 vezes melhor que o sbordem e perdeu.
Sem imagem de perfil

De Templario a 10.11.2008 às 19:31

Vamos lá acalmar, dizer que o Sporting foi o mais prejudicado parece-me perfeitamente imparcial(analisando o jogo, passo a passo, sem clubites), mas há que fundamentá-lo, claro. O jogo está aí para isso.

De certa forma, a ironia da partida é essa, e que já tem acontecido a muitas equipas. O SCP pagou no final um alto preço por ter sido perdulário a uma escala sem precendentes na 1ª parte, perdendo a oportunidade não só de ganhar com largeza, como de golear.

Parabéns ao Porto. Melhores dias virão para o SCP.

Se calhar, se se cruzarem com o SLB não terão a mesma sorte. O SLB, troca menos a bola, mas é mais eficaz, aparte o caso passado com os Turcos, eheh.
Se isso acontecer, vai ser um duelo a seguir.
Sem imagem de perfil

De henedina a 10.11.2008 às 23:01

Costuma-se dizer "atrás de um grande homem está sempre uma grande mulher". Porque não ao lado, (digo eu)?
Aqui podia-se dizer "um grande homem, um grande defeito (ser tolo por futebol)".
OK! não é um grande defeito, só defeito porque não é um ... (?):).
Sem imagem de perfil

De henedina a 10.11.2008 às 23:02

Mas é um homem grande.
(se podem gastar tanta energia com futebol eu tb posso com asneiras)

Comentar post


Pág. 1/2




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.