Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Fumo em Caracas.

por FJV, em 13.05.08

O Público, na sua edição online, passou-se, cheio de moralidade e de pruridos, e descobriu que se fumava a bordo de aviões fretados onde viajava o primeiro-ministro, ou outras figuras do Estado. Grande novidade. Estranho muito que isso seja notícia, e ainda por cima assinada pelo meu amigo Luciano Alvarez. Ora aí está um epifenómeno transformado em primeira página de um jornal moralista. Nunca esperei ter de dizer isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


41 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana Lopes a 13.05.2008 às 17:57

Caro Francisco, não me parece nada moralista a notícia do Público.
Já que o PM Sócrates embarcou nessa onda do fascismo higiénico, do rigor e da autoridade na boa tradição do pai tirano, nós todos temos o direito de saber se ele e o seu executivo cumprem as normas que tão esforçadamente obrigam os outros a cumprir.
O acto de fumar é bem revelador da hipocrisia deste tipo de governantes que fazem cursos universitários a martelo ou que então se estão nas tintas para os limites de velocidade nas estradas mas obrigam o resto do portugueses a cumprir.
Além do mais, esta quebra da lei a caminho da Venezuela é bem sintomática da hipocrisia desta gente. Afinal o nosso saudável PM que adora suar em corridas mas viola a lei quando lhe apetece dar uma passa, vai encontrar-se com um ditador que também adora impor a moral aos outros mas não a cumpre. É o campeão de uma putativa revolução em nome da qual quer proibir os venezuelanos de fumar, de beber whiskey, de comprar Barbies para os filhos ou até de ver Os Simpsons, tudo em nome da pureza de ideias e dessa treta toda que moralistas deste jaez querem impor.
Não admira que Chávez esteja tão ansioso pela visita do nosso PM. São duas almas gémeas no moralismo e na hipocrisia a que sujeitam os outros que não estão para os aturar.

Comentar post



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.