Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A ler, sim.

por FJV, em 04.05.08
O artigo de José Pacheco Pereira no Público é um texto fundamental.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


4 comentários

Sem imagem de perfil

De abel a 05.05.2008 às 01:13

Fundamental!Até o poderá ser . Li, como já n o lia algo deste senhor ,há muito tempo.O problema é que nesse senhor ...n o liga a bota com a perdigota.E assim sendo,é mais uma treta " da qual partilho,mas que vai para o caixote do lixo, as usual",vindo de quem vêm.
Hoje,assim,e amanhã . o contrário.
Sem imagem de perfil

De josé calvário a 05.05.2008 às 02:33

Trata-se na verdade de um texto fundamental. Retrata bem uma realidade infelizmente tão comum nos tempos que correm e que nos deve fazer pensar e, sobretudo, tentar encontrar modos de "dar a volta" a situações destas.
Quanto ao sr. Abel do comentário anterior deveria cingir-se ao texto e ao que ele contém e deixar-se de tretas e ideias pré-concebidas.
Sem imagem de perfil

De FA a 05.05.2008 às 21:55

Eu penso que o texto falha quando se concentra no desemprego nas mulheres. Querem-me convencer que os efeitos do desemprego nos homens são menores do que nas mulheres? A todos os níveis, pensar isso é uma enormidade. Qual é, ao certo, o nome deste blogue? Origem das espécies, não é? Pois, um homem sem actividade e sem utilidade prática para a sociedade deve mesmo sentir-se menos mal do que uma mulher...faz sentido...
Sem imagem de perfil

De henedina a 05.05.2008 às 22:39

FA era escusado.
Obrigada FJV por ter feito o link para o texto do JPP. É um texto bem escrito, bem pensado e com estas comemorações do Maio de 68 ao estilo de Portugal 1969 fez-me pensar no pinhal com o JPP a falar (li não vivi).
Em relação aos países em vias de desenvolvimento, se investirmos nas mulheres libertamos e ajudamos 2 gerações, elas e a educação da geração seguinte homens e mulheres, os filhos. Esta sensibilidade do JPP, espero que não seja só literatura, porque muito do que lá está escrito lido por uma mulher faz todo o sentido e escrito por um homem...parece que tem ainda mais valor. Se estamos a dar "novas oportunidades" o governo deverá pensar como nos paises em vias de desenvolvimento neste factor ajudar as mulheres desempregadas é ajudar duas gerações. É importante a sensibilidade para as mulheres cortarem despesas com elas, ficarem dependentes e assim perpetuar o ciclo de pobreza, dependencia e educação de inferioridade as gerações futuras.

Comentar post



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.