Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Teoria da conspiração, 2.

por FJV, em 10.02.08
Sobre este assunto, ler o post de Manuel Jorge Marmelo: «Carolina Salgado confessou, num livro, ter cometido um crime: foi a mandante da agressão sofrida pelo ex-vereador da Câmara de Gondomar Ricardo Bexiga. Apesar desta confisssão expressa, o processo foi misteriosamente arquivado. Alguém pode, depois disto, julgar que entende o funcionamento da Justiça? O que acontecerá aos outros inquéritos abertos a partir do livro e nos quais nem sequer há confissões?»
Exactamente. Por isso, deve ser muito bem explicada a razão por que o processo do vereador Bexiga foi arquivado.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De AMC a 11.02.2008 às 01:35

É bem verdade, meu caro Francisco. No dia em que soube da notícia, tive de postar no meu pasquim digital a indignação que este arquivamento selectivo me acirrou.
Para além da gritante inépcia do MP na condução do processo - e, devido ao conhecimento de outros casos, que nada têm que ver com este ou com os mundos do futebol e das autarquias, de negligência gritante do DIAP do Porto (que é uma vergonha, diga-se) -, não se acusa a autora moral confessa, com depoimento assinado perante as autoridades que têm a cargo a acção penal. Mas o mais gritante e estapafúrdio foi a declaração da Super Procuradora, dizendo que não poderia acusar Carolina Salgado porque esta, na qualidade de arguida, poderia calar-se durante o julgamento e não haver produção de prova.
Abraço,
André

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.