Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Já não há saco.

por FJV, em 05.12.07
O secretário de Estado do Ambiente foi ouvido esta manhã nas rádios (Antena 1 e TSF) sobre a hipótese de lançar mais um imposto, desta vez sobre os sacos plásticos. O Ministério ponderou ou não lançar o imposto de 5 cêntimos sobre cada saco? Pessoalmente, detesto os sacos plásticos. Mas afinal, passadas umas horas,  já não há imposto de saco. É um novo imposto ou apenas uma «medida dissuasora»? Cinco cêntimos é demais ou bastam, uma vez que há supermercados a cobrar 2 e 3 cêntimos? Os cinco cêntimos serviriam para pagar operações de reciclagem e incineração, ou eram uma taxa destinada a punir «pessoas ecologicamente incorrectas»?

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De francisco crispim a 05.12.2007 às 14:01

Já não há saco é para estas prosas pretensamente contestatárias, mas que, na verdade, não passam de fretes, que o Governo do Sr. Sócrates muito agradece.
Outra coisa não era de esperar, claro.
Ora, bolas!
Imagem de perfil

De FJV a 05.12.2007 às 14:08

Desculpe, Francisco Crispim, mas não entendi nada. O post faz um frete ao Engº Sócrates? Leia lá bem outra vez.
Sem imagem de perfil

De francisco crispim a 05.12.2007 às 17:16

Tão lesto...
Você não entendeu e eu é que devo ler outra vez?
PS - Quanto ao "Engº", estamos mais que conversados, não? Eng.? Não me lixe!
Sem imagem de perfil

De José Carlos Santos a 05.12.2007 às 15:00

Veja esta notícia de última hora (http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1312829&idCanal=57).
Imagem de perfil

De FJV a 05.12.2007 às 16:05

Caro José Carlos, é precisamente essa notícia que está na origem do post...
Sem imagem de perfil

De Miguel S. a 05.12.2007 às 16:16

Convém lembrar que a ideia parte do PSD: http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1293701&idCanal=10 e é já aplicada em vários países. Não creio que seja muito relevante, até porque esses sacos, já quase todos biodegradáveis, tendem a ser reutilizados pelas pessoas - nomeadamente para o lixo, evitando assim terem de comprar sacos especificamente para isso. Mais importante, ao nível ambiental, seria reduzir o número de embalagens supérfluas nos alimentos e demais produtos de supermercado - são kilos e kilos de lixo inútil produzido a cada compra.
Sem imagem de perfil

De Miguel S. a 05.12.2007 às 16:22

Quanto ao princípio do poluidor-pagador (que julgo ser ao que alude na última frase do post), é um dos princípios do Tratada de Quioto, do qual Portugal é signatário.
Sem imagem de perfil

De Ega a 05.12.2007 às 16:39

Na eventualidade de ser aprovado, este tributo, e nos moldes que tem vindo a ser descrito, consubstanciaria uma dupla tributação. E seria apenas mais um acto ilegal na construção de um Estado de terror tributário em que cada vez mais estamos mergulhados.

Mas são certeiras as questões colocadas por FJV. É essencial saber-se se tal "coisa" tem um fim sancionatório ou "apenas" de angariação de receita.

Cumprimentos

Imagem de perfil

De FJV a 05.12.2007 às 16:45

Obrigado, Ega; ou Edgar. O que eu quis salientar era, fundamentalmente, o objectivo da taxa. É para castigar os «poluidores» ou para arrecadar receitas para institutos governamentais, para a indústria da reciclagem?
Quanto ao consumo de embalagens, acho excessiva entre nós. Mas olhe a ASAE, como gosta de embalagens, olhe para a ASAE...
Imagem de perfil

De blogdaping a 05.12.2007 às 17:18

Como sabes, o portuga, dum modo geral é um básico.

Se não for taxado, multado, punido, castigado, imputado,apodado, coimado, condenado, reprimido, etc...etc..., não vai conseguir nadfa desta gentuça !!!!!!
Sem imagem de perfil

De José a 05.12.2007 às 19:47

Lamento a mudança de ideias, embora o valor apontado seja excessivo, mas poderia ajudar a mudar muitas más práticas. Ao que parece seria para financiar o ICNB...
Imagem de perfil

De touaqui42 a 05.12.2007 às 23:06

Mas afinal para que serve a taxação do imposto do lixo na factura da água ??.
Seria mais uma receita ou para que se comprássem mais sacos para o lixo ???.
Afinal não se faz a reciclagem de todo o lixo.
Pelas imagens que hoje passou na SIC se verificou o abandono de lixo ao Deus dará nas descargas e claro os sacos presos nas ervas.
Claro que passou imagens da firma recicladora, muito bonito por sinal .
E onde estão os CONTENTORES para a separação do lixo, se alguns ouvintes disseram no programa que o teem que levar de carro bem longe, derivádo a que não existe contentores.
Lança-se o boato, se pegar pegou , senão pegar não pegou.
É como a água, vai subir mais 8,8%, mas entretanto torneiras existentes ao logo das praias estão brotando ao Deus dará e ninguém liga.
Ora abobora
E os Suinicultores, os agricultores, as vacarias, ninguém se peocupa com eles.
Meio ambiente para uns e os outros não ???.

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.