Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Monstros saídos das páginas.

por FJV, em 26.09.19

Se há pessoa que eu inveje é o argentino (e canadiano) Alberto Manguel. Não só por, durante 4 anos, ter lido em voz alta para Jorge Luis Borges, que era cego – mas por ter escrito livros como o Dicionário de Lugares Imaginários ou Uma História da Curiosidade, cuja leitura repeti várias vezes. A editora Tinta da China acaba de publicar Monstros Fabulosos, que leva o subtítulo Drácula, Alice, Super-Homem e outros Amigos Literários, onde Manguel nos apresenta cerca de quarenta grandes personagens da literatura, de Fausto ao Mandarim (de Eça), passando pelo fascinante Edward Casaubon (de Middlemarch, de George Eliot), por Alice (de Lewis Carroll), e gente imaginária, criada por Shakespeare, Flaubert, Salinger, Júlio Verne, Rousseau ou Cervantes – nem sempre são as personagens principais, porque às vezes as “secundárias” são muito mais marcantes e atrevidas. Este livro é um prodígio de beleza (desde o grafismo à tradução) e devia ser lido por toda a gente que, alguma vez na vida, se apaixonou por um livro e imaginou perder-se no meio de algum. Leiam, leiam. 

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.