Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Bonanza, uma recordação.

por FJV, em 12.09.19

Adam era um chato com têmpera de herói, Hoss um bonzinho bonacheirão e poderoso, Joe um nadinha para o parvo – quanto ao pai, Ben, eu gostava dele, tal como de Hop Sing, cozinheiro chinês, do lugar em que viviam, o rancho Ponderosa, e também dos pequenos-almoços que pareciam colossais banquetes. Falo-vos de Bonanza – a série western mais popular e duradoura da história da televisão (de 1959 a 1973), e que em Portugal passava aos sábados ou domingos à tarde. As histórias de Bonanza eram triviais ou emocionantes, mas sabíamos que a família Cartwright resolvia as coisas a contento e com cavalheirismo. Aliás, por falar em família, escusam de vir com modernices: o pai, Ben, era viúvo, e Adam, Hoss e Joe eram filhos de mães diferentes – mas todos eles galanteadores, justos e educados (bom, Joe, interpretado por Michael Landon, talvez não), a que se juntou o sobrinho Will, para não falar de Candy Canaday, que também vivia nas proximidades do lago, ou do xerife Coffee com o ajudante Clem Foster. Agora fixem bem: o primeiro episódio foi emitido há exatamente 60 anos, feitos hoje.

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.