Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estrelas de verdade.

por FJV, em 24.07.19

O chefe Henrique Leis, proprietário do restaurante com o mesmo nome em Almancil, no Algarve, decidiu devolver a estrela Michelin que ganhou há quase 20 anos. Ah, que vergonha, murmura-se. Pelo contrário: tomates. Não foi o único caso. Marco Pierre White, por exemplo, que durante algum tempo foi o mais jovem chefe a obter três estrelas do guia francês (aos 31 anos), devolveu-as por estar cansado, querer ser mais livre na cozinha e, sobretudo, não estar disponível para ser avaliado pelos juízes do Guia Michelin, um interessante instrumento diplomático e culinário francês, cujos critérios são tão estreitos quanto flutuantes e desconhecidos. Há mais restaurantes nessa lista de indisponíveis a que, agora, se junta o de Henrique Leis – que também prefere cozinhar em liberdade e sem a ameaça de ficar sem a estrela por causa de uma má inclinação do palato dos ‘michelins’. Ter as estrelas é bom para qualquer cozinheiro (há 26 dignos estabelecimentos portugueses que as ostentam), mas, sinceramente, parte substancial dos estrelados é uma grande, enorme e sorumbática chatice. 

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.