Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O anti-semitismo básico.

por FJV, em 01.07.19

O semanário londrino Observer de ontem, domingo, publica um artigo do escritor Richard Zimler (de nacionalidade americana e portuguesa, como sabemos, autor de O Último Cabalista de Lisboa, entre muitos outros): nele, Richard fala do processo de boicote ao lançamento da edição inglesa de O Evangelho Segundo Lázaro (Porto Editora), pelo simples facto de ser judeu. Organizações que tinham manifestado interesse na promoção e apresentação do livro fizeram saber, amedrontadas, que “tinham perdido todo o interesse” depois de saberem que se tratava de um escritor judeu. Não um escritor pró-Israel (Richard criticou várias vezes, e sempre abertamente, as políticas de Nethanyahu), mas um “escritor judeu”. Este clima de anti-semitismo, básico e horroroso, não existe apenas em Inglaterra – onde a perseguição pública a cientistas, autores, artistas e professores judeus, fomentada pela atual liderança dos trabalhistas, tem sido agressiva, tonta e permanente. Está espalhada um pouco por toda a parte, como uma espécie de vírus doentio que nada, nem “as políticas de Israel”, podem justificar.

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.