Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um país que quer ser civilizado pondo-se nos bicos dos pés.

por FJV, em 09.01.19

A manchete de ontem do CM faz-nos pensar num país condenado; três anos de espera por uma consulta de cardiologia no SNS é tempo suficiente para se morrer. Não é preciso ser doente cardíaco para perceber a enormidade – três anos, para qualquer coisa (para qualquer consulta médica), é tempo a mais. Na aldeia da minha mãe, em Trás-os-Montes, perto de Vinhais, morria-se sem perceber de quê, porque não havia médicos nem hospital à mão, e quem queria uma consulta andava a pé cerca de dez quilómetros. Mas esse não era – nem poderia ser, nunca – o país da Web Summit ou das trotinetas. A afirmação é, como se diz agora, populista – porque a Web Summit e as trotinetas podem coexistir com um país em que os seus cidadãos e contribuintes podem ter consultas de cardiologia em menos de três anos e os habitantes de Pedrógão ver as suas casas reconstruídas em menos tempo do que aquele que sabemos. Eu sei que uma das soluções é deixar morrer as pessoas que esperam três anos por uma consulta de cardiologia, mas talvez isso não seja bom num país que quer ser civilizado pondo-se nos bicos dos pés.

Da coluna diária do CM.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.