Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Praias fluviais.

por FJV, em 27.08.18

Há quem goze com a figura do Presidente em fato de banho, toalha e chinelos, mergulhando em praias fluviais, lagoas, açudes e rios. Eu também gozo – faz parte do nosso mistério lusitano, encontrar motivo para desconfiar de tudo. Mas, porque é que Marcelo Rebelo de Sousa tem razão na sua campanha de chamar a atenção para o interior do país? Porque ninguém o fez antes de forma tão categórica. Fizeram-se discursos, claro – e medidas tão avulsas como anedóticas em torno de benefícios fiscais irrisórios. Mas ir lá (lá mesmo, onde fica o interior, em Côja ou em Figueiró, seja onde for), só Marcelo foi – e a sua campanha tem mostrado um país que as televisões só conhecem quando há tragédias, dramas, agências dos CTT ou da Caixa a encerrar. Esse país faz parte da paisagem em torno de Lisboa e do Porto, num raio de 500 quilómetros, mas só conta como paisagem. E mesmo o escândalo dos atrasos nos comboios só foi escândalo porque a certa altura afetou o Lisboa-Porto. Nesse país que Marcelo visita para que o vejamos, os comboios estiveram sempre atrasados. É por isso que ele tem razão.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.