Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



130 anos sobre o nascimento de Raymond Chandler.

por FJV, em 23.07.18

Passam hoje 130 anos sobre o nascimento de Raymond Chandler (1888-1959), o criador do maior heroi contemporâneo do romance policial, Philip Marlowe. Livros e filmes como À Beira do Abismo (The Big Sleep), Playback ou O Último dos Duros (Farewell, my Lovely) transportam consigo a melancolia, a coragem e o modelo de homem solitário que Marlowe interpretou como ninguém na história do policial: um detetive honesto e duro, sem ilusões nem futuro, sem paixões duradouras nem valentia escusada. Marlowe (que no cinema teve os rostos de Humphrey Bogart ou Robert Mitchum, James Garner, Robert Montgomery, Eliot Gould ou James Caan) é a sua maior criação – mas o modo como o género policial se transformou, também, em literatura, deve-se a livros inesquecíveis como A Dama do Lago ou O Imenso Adeus, histórias tão fascinantes há 50 anos como hoje. Neles está presente o grande génio de Raymond Chandler, um gentleman que trouxe dignidade, intensidade e beleza ao romance policial. Nenhum autor como ele soube fazê-lo com tanta delicadeza. Está na eternidade, entre os grandes.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.