Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



10 meios rápidos de analisar racismo e sexismo em livros de crianças

por FJV, em 19.02.18

Screen Shot 2018-02-18 at 22.53.01.png O departamento de educação do estado da Califórnia (uma espécie de Ministério da Educação local) exarou três páginas compactas, que são um resumo de uma brochura mais vasta, intitulada 10 meios rápidos de analisar racismo e sexismo em livros de crianças. É um dos documentos mais estapafúrdios que já vi – mas alerto para a sua próxima aplicação em Portugal. O folheto recomenda que os pais tenham em atenção a cor do cabelo dos bonecos, a forma como vestem, se utilizam sotaques locais, se os rapazes estão a brincar com carros, se as meninas estão vestidas de cores “suaves”, se as personagens identificadas com “minorias” desempenham papéis secundários, se eventuais diferenças de classe social são ou não apresentadas como injustiças, se a opinião subjetiva do autor parece ser racista ou sexista, etc., etc., etc. A ideia é que os pais, os editores, os jornalistas, os professores, passem todos os livros a pente fino e, provavelmente, queimem os maus exemplos. Eis os exemplos que vêm de uma sociedade praticamente analfabeta e infantilizada como a americana. Em breve isto chegará aqui, como os donuts.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.