Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma esquadra a partir para o Brasil.

por FJV, em 29.11.17

A 29 de Novembro de 1807, há 210 anos, a esquadra portuguesa, acompanhada de quatro navios britânicos, levantou ferros e partiu para o Brasil – deixando em Lisboa uma Junta Governativa do Reino encarregada de manter a paz possível em Portugal, invadido pelos franceses. Para mim, é matéria de ficção: 10 a 15 mil pessoas chegariam ao Brasil logo na primeira viagem, em janeiro (a Salvador) e em março de 1808 (ao Rio). Não fosse isso, a antiga colónia seria o deserto desleixado em que se encontrava, e não teria ocorrido a revolução de 1820. Durante aqueles 13 anos que mudaram a face do Brasil podia ter florescido uma mundividência política mais vasta, mas não estávamos preparados para isso. Seria uma exceção naquele universo que concebia o mapa a sul do equador como um mar de dragões e uma bolsa de matérias-primas e de riquezas a extirpar. Na minha ficção pessoal, foi uma pena: teria sido uma oportunidade para criar um país. Nem na memória somos capazes de o fazer, vilipendiando D. João VI em roda livre, e não percebendo a tristeza daquele regresso. Mas é só ficção, notem bem.

[Da coluna no CM]

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.