Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Os pálidos de Letras.

por FJV, em 16.10.13

Foi apresentado um estudo sobre os hábitos da população estudantil portuguesa. Parece que é normal: dedica-se, em percentagens aceitáveis, ao consumo de álcool, haxixe, má comida, noitadas e excessos conhecidos. Tirando as dificuldades financeiras, o mundo continua a reproduzir-se com tranquilidade. Um dos pormenores é importante: os estudantes de Ciências são mais saudáveis do que os de Letras; estes não praticam desporto, ficam tristes com facilidade e revelam “mal estar emocional”. Dois terços dos de Letras e um terço dos de Ciências estão nessas condições. De facto, a literatura e a vida intelectual de hoje não são companhia decente. Nem sempre foi assim; Rosado Fernandes, um homem das letras clássicas (grego e latim) notável tradutor (foi reitor da universidade de Lisboa), pôs a sua faculdade nas alturas quando ganhou todas as provas de remo, até à Escola Naval. Hoje seria impossível. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Ligações diretas

Os livros
No Twitter
Quetzal Editores
Crónicas impressas
Blog O Mar em Casablanca


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.