Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desaparecido em combate, de novo.

por FJV, em 09.05.11

De desautorização em desautorização, até que se perceba em que águas navega: «You cannot run a monetary union with the likes of Mr Sócrates

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De João. a 10.05.2011 às 03:18

Não é o financial times que nos chama pigs? Deveremos crer neles também quanto a isto e baixarmos a cabeça, ou só gostamos do FT quando convém aos nossos partidos?

Cumprimentos.
Sem imagem de perfil

De Pedro Pires Coelho a 10.05.2011 às 16:43

Imagino que, como é candidato pelo PSD por Bragança, subscreve o seu programa. Deduzo até que o subscreveu mesmo antes de ele ser público - espero ainda assim que lhe tenham mostrado uma versão beta tempo de aceitar ser candidato.
Gostava de lhe dizer que me sinto totalmente desiludido com o facto de o FJV subscrever tais propostas - as que vieram a ser conhecidas no domingo publicamente (e claro, aquelas que o PSD mantém na gaveta, escondidas, ou aquelas que "ainda" não "estudou").
E que um escritor - de quem espero espírito crítico e independente - apoie tais propostas, só pode significar, na minha opinião, o grau zero do esclarecimento.
É verdade que só lhe digo isto - e que o penso - porque Portugal é um país demasiado pequeno em que não estamos habituados a ver escritores e intelectuais a pensarem e a alinharem consevadoramente (que belo adverbio este).
É uma constatação muito estranha. Esquisita.
De facto, não há muitos - tirando o provocador, mas excelente tradutor e poeta, VGM e nos últimos anos o AB - escritores e intelectuais claramente conservadores (e respeitáveis).
Não digo de direita (embora no momento actual o conservadorismo do PSD tenha escorregado muitíssimo para a direita) ou de esquerda. Digo: conservadores, pouco liberais (se quiser até no sentido americano, ou mesmo no do século XIX, até no do nosso séc XIX...).
Não estou a falar da "superioridade" intelectual e cultural da esquerda. Estou a falar de esclarecimento, iluminismo, modernidade (ai ai... que palavras tão perigosas e tão gastas).
Como vai, certamente, ser deputado na AR por Bragança fico com poucas esperanças... espero que a sua motivação não se deva a sentir que não tem mais livros para escrever. Porque um cidadão que é eleito para representar outros tem a obrigação, em primeiro lugar, de se manter cidadão - e de, portanto, no seu caso, escrever livros e pensar com independência.
Uma pena.
Tenho reparado também no seu gosto a partir do blog (em relação a música, por exemplo... e, por que não dizê-lo, em relação a culinária...) e sinto que de algum modo há coerência em tudo isso.
Uma pena.
E, no entanto... Viva a alheira de Mirandela e a Posta Mirandesa! (é que eu tenho duas costelas transmontanas, uma precisamente de Bragança, o que me deixa ainda mais perturbado)
Sem imagem de perfil

De João. a 11.05.2011 às 15:47

Para o autor do blog e não para publicação:

Parece que o comentário que fiz anteriormente terá sido ofensivo de modo a não ser publicado. Isto apesar de não ter usado linguagem imprópria e apenas ter duvidado da boa vontade dos conservadores do FT para com Portugal e o sul da Europa. Mas é assim, em tempo de campanha há que crirar a ilusão de que os nossos posts não merecem contestação e são verdades escritas em pedra. Tudo bem, isso faz-se da direita à esquerda. Só não venha é debitar superioridade moral.
Sem imagem de perfil

De Joaquim Artur Silva a 14.05.2011 às 01:33

Partilho consigo quase tudo: os livros de que fala, os seus livros, a música, a comida, A Origem das Espécies, os seus amigos (se pudesse) e o FCP. Em tudo, com espírito aberto e com mais dúvidas do que certezas.
O que se passou, para que de repente, – ou tenho andado distraído nos últimos tempos - entre no processo (dos) político (s) e, podendo e devendo ser diferente deles, não resista a transformar o seu blog (que também é nosso, a culpa é sua) numa Câmara Corporativa ao contrário?
Como dizia o outro, caro FJV, “não havia necessidade…”
Sem imagem de perfil

De Teofilo M. a 14.05.2011 às 21:37

Nobel Winner Stiglitz Warns Job-Killing Austerity Measures Hurt Economies.

Será que este também está enganado?
Sem imagem de perfil

De pink a 21.05.2011 às 10:22


A cultura judaica ensina como os seus crentes devem agir para melhor negociar,ganhar prestígio e dinheiro ,talvez mais do que doutrinar e amar o criador...

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.