Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Onésimo.

por FJV, em 27.12.10
De Rhode Island, Onésimo Teotónio de Almeida comenta o post que comentava outro post:
Ontem, à mesa de almoço de Natal aqui em casa, a bem de conversa, contei da entrevista que de manhã lera com um «alálogo» (imagino que não se deva dizer «teólogo» para um muçulmano) em que ele procurava desculpar o tratamento da mulher entre os islâmicos. Que era preciso compreendermos o contexto cultural em que surgiu a religião islâmica pois as mulheres eram tratadas como animais. Tem sido enorme o progresso. e que nós ocidentais não nos armássemos em convencidos porque as diferenças não são assim tão grandes. As mulheres no Ocidente ainda estão bem longe de serem iguais aos homens, de ocupar lugares de relevo ao nível dos que eles ocupam.

O Duarte, sempre rápido nos seus comentários irónicos:

— Tem toda a razão! Ainda há dias numa reunião na nossa empresa, uma mulher começou a dizer umas coisas de que discordávamos e foi imediatamente apedrejada. Resultou em cheio, pois calou-se logo.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.