Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



País de denunciantes.

por FJV, em 13.11.10

Vasco Pulido Valente aborda hoje, na sua coluna, um assunto que o país detesta: o da página de denúncia de corrupção no site da PGR. Já aqui dei conta do seu maravilhoso funcionamento; o filtro do Firefox anuncia-o: «Esta ligação não é de confiança.» As auctoridades estão sempre prontas a aceitar que os denunciantes procedam em seu benefício, independentemente do sentido, do significado e das consequências e qualidade das denúncias. Pois se o Firefox diz que «a ligação não é de confiança», o que diremos nós da PGR e do DCIAP? Num país onde já tivemos um presidente da República, Jorge Sampaio, que defendeu a inversão do ónus da prova (com o apoio enlameado da populaça, naturalmente), este alegre convite à denúncia anónima dá uma ideia de como as auctoridades tratam as liberdades, o bom nome – e os denunciantes, colocando-os a salvo. Num país que conviveu alegremente com a Inquisição e a denúncia política, esta iniciativa é um mimo. Mas é também uma desculpa, caso o DCIAP e a PGR não cheguem a bons resultados nas investigações sobre corrupção (sobretudo quando se trata de políticos poderosos) — «Nós bem apelámos à denúncia...» Uma vergonhaça.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.