Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estão vivos.

por FJV, em 09.09.10

 

Uns patuscos religiosos americanos (da Florida), certamente tocados pela febre do final do Verão, programaram para este fim de semana uma jornada destinada a “queimar o Corão”. O ato, em si mesmo, é patético – apenas folclore. Um pouco por toda a parte a religião é, ao contrário das boas almas que a mencionam como “fator de paz”, usada para incendiar seja o que for. Queimar livros é um reação clássica dos idiotas ao longo dos séculos. A Inquisição queimou-os, os nazis queimaram-nos, os fascistas e os comunistas imitaram-nos, festejando bastante a sensação. O egípcio que o governo português queria ver a dirigir a Unesco (uma história por explicar) também experimentou a volúpia do incendiário de livros. Em cada esquina há um louco a repetir o gesto. Estão vivos. Cuidado.

[Na coluna do Correio da Manhã.]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.