Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vermelho Estaline

por FJV, em 06.05.10

Pelo blogue de José Milhazes fiquei a saber que as tintas Robbialac propõem no seu catálogo o ‘vermelho Estaline’. Fui ver e lá está, ao lado do ‘vermelho baton’, do ‘vermelho paixão’ e do ‘vermelho fogo’ – o ‘vermelho Estaline’, ao lado do ‘vermelho Rússia’, que está muito próximo do ‘púrpura Vaticano’. É mais do que uma inovação: é alta poesia destinada a famílias esquerdistas, um mercado ideológico que merece atenção. Não sei se a marca de tintas criará o ‘verde Pinochet’, o ‘vermelho Khmer’, o ‘verdete Mao’ ou o ‘castanho Mussolini’ ao lado do ‘vermelho Guevara’, mas a coisa pode pegar. Um dia alguém vai pedir a cor preferida de Hitler, que deve ser o cinzento, a mesma de Kim Il-Sung ou dos generais romenos. Não diremos que vamos pintar uma casa; estaremos a manchá-la.

[Na coluna do Correio da Manhã.]

 

De Lisete Mata, responsável do departamento de Marketing da Robbialac, recebi o seguinte email:

«No seguimento do seu artigo de opinião sobre a Robbialac, publicado hoje no Correio da Manhã, a Robbialac vem esclarecer que nunca foi sua intenção ofender as vítimas do Estalinismo.

Nessa medida e para que não restem quaisquer dúvidas, a Robbialac decidiu eliminar a designação "vermelho Estaline" e "vermelho Rússia" dos catálogos em que as mesmas vêm mencionadas.

A Robbialac está presente no mercado nacional há 79 anos, tendo sempre mantido uma postura de escrupuloso respeito pelos seus consumidores e colaboradores.»

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.