Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Abril.

por FJV, em 29.04.10

Trinta e seis anos depois, “defender Abril” é um anacronismo. Algumas boas almas consideram que o “espírito de Abril” não foi cumprido. Foi: vivemos em liberdade, há eleições, terminou a guerra e somos parte da Europa. O resto depende dos portugueses e não do “espírito de Abril”. Claro que a descolonização podia ter sido bem feita (não foi) e podíamos ter sido poupados ao PREC, ao “socialismo militar”; julgar isso é tarefa dos historiadores. Mas o essencial é que tudo depende dos portugueses. A constituição americana, de forma inteligente e avisada, não garante o direito à felicidade, mas sim o direito à busca da felicidade. Se o “espírito de Abril” garantia o paraíso na Terra, era uma impostura. Basta sermos pessoas normais, com direitos, liberdades, deveres e garantias.

[Na coluna do Correio da Manhã.]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.