Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Torremolinos

por FJV, em 11.04.17

As viagens de finalistas a Espanha são sempre um acontecimento. A extraordinária mistura de duas palavras, ‘Torremolinos’ e ‘estudantes’ evoca as coisas do costume: cinco ou seis dias de álcool (‘bar aberto’), adolescentes a praticarem coisas de adolescentes, grandes farras na piscina – paremos por aqui. Proponho mesmo que, na Páscoa, a imprensa reserve um espaço para excessos cometidos em Torremolinos; e que os pais assistam de bancada a esses excessos. Duas observações: primeira, os cavalheiros de Torremolinos, quando alugam quartos a estudantes portugueses em férias, não podem esperar o comportamento de peregrinos à Terra Santa. Mas a segunda observação sempre quis fazê-la: as viagens de “finalistas” não deveriam fazer-se depois de os adolescentes “finalizarem” as aulas e concluírem os exames, “finalizando” o curso? Sim, todos nós sabemos o que significam ‘spring break’ e “hormonas aos saltos”, mas esta invasão regular de Espanha e os correspondentes relatos de vandalismo são um péssimo bilhete de identidade para “finalistas” da “geração mais bem preparada de sempre”.

[Da coluna do CM]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005