Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Polícia de costumes.

por FJV, em 08.01.18

José António Saraiva escreveu, no Sol, um texto acerca de uma reportagem sobre cirurgias de mudança de sexo, no qual, entre outras coisas, largou a sua opinião – o que me parece ser permitido. A Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), no entanto, acha (erradamente, a meu ver) que o texto atenta contra a “dignidade das pessoas transexuais” e pode levar à “prática de atos de violência homofóbica e transfóbica”, razão porque pediu a intervenção do Ministério Público, solicitando também que a ERC, a Comissão da Carteira Profissional e o Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas atuem “em conformidade”. Ora bem. Um pouco de bom senso: trata-se de um texto. Uma opinião de que discordo. O leitor, a leitora – concordam com ela? Não concordando com ela (não está em causa gostar ou não do autor do texto ou de, intimamente, quererem que ele seja obrigado a passear-se em trajes menores durante uma parada LGBT), estão disponíveis para a proibirem e punirem tanto o articulista como o jornal, por delito de opinião? É que o governo está. E isso é um péssimo sinal.

[Da coluna no CM]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.