Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Madonna, “Os Maias”, o Ramalhete.

por FJV, em 13.12.17

Não sabia que Madonna ia viver entre as paredes do que podia ter sido “o Ramalhete”. A imprensa noticiou vagamente que um hotel de Santos, em Lisboa, ia recolher a cantora durante um ano, mas a minha filha lembrou que se tratava do Ramalhete de Os Maias, o palacete que tão funesto seria para a família criada por Eça de Queirós, com os seus cretones e salas acolhedoras. Ontem, nestas páginas, Leonardo Ralha voltou ao assunto, e bem, porque foi também o dia em que se soube que Portugal tinha sido eleito “o melhor destino turístico do mundo”, distinção que tanto nos honra como responsabiliza para os anos futuros. Há uma ligação entre Os Maias e o melhor destino turístico do mundo – ou se é um areal cheio de dinheiro, como o Dubai, ou se é um território com história, passado, literatura e velhas mitologias que se instilam nos visitantes, a receber com galhardia e sentido do lucro. O turismo é isso. Quer dizer, “o nosso turismo” é isso: mitologias cedidas por empréstimo. Ter Madonna a ler Os Maias seria uma coisa tremenda, capaz de fazer inveja à rapaziada do secundário.

[Da coluna no CM]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.