Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por FJV, em 06.05.06
||| O tom incerto.
O Paulo Gorjão interroga-se, no seu blog, sobre qual é o tom certo na blogosfera (o Bloguítica vai entrar no seu terceiro ano). Já vão longe os tempos em que ter um blog, manter um blog, tinha alguma coisa de adolescência da maturidade; nesse tempo (lembra-me o Sam The Kid...), em 2003, os blogs mantinham-nos acordados até mais tarde e havia menos ressentimento. Os campos dividiram-se. Isso é bom e é mau. Já não há recados como antigamente, riso, pequenas faúlhas a arder no meio do céu, comentários tão desabridos logo desculpados, a libido desceu um degrau. Isso é bom e é mau. Também se profissionalizou a agenda dos blogs, que passaram a competir com alguma agenda dos jornais e a marcar a agenda dos vizinhos. Isso é bom e é mau. Envelhecemos muito em três anos, poucos dos resistentes trouxeram ou mantiveram a abertura desses tempos do Verão de 2003. Entretanto houve eleições, Iraque, acertos de contas. O tom mudou necessariamente. Isso é bom e é mau. O Paulo escreve que «o blogue é hoje menos espontâneo, pouco intimista e menos interactivo». Todos são menos espontâneos, mas também são mais visíveis. O que mudou desde o Verão de 2003 até hoje foi mais do que a blogosfera e os nossos blogs; e foi mais do que o tom. Todos os blogs estão hoje sujeitos a uma marcação e a uma vigilância que não existia há três anos. Somos menos simpáticos uns para os outros, menos atentos, mais deprimidos. Falo dos que estão cá desde essa altura. Alguns tiveram a coragem de desaparecer. Outros mantiveram-se agarrados ao vício e à vaidade. Outros nasceram entretanto. Isso é bom e é mau. Pessoalmente não tenho muito a favor do tom certo nos blogs; perderam, perdemos todos, muito humor -- desde 2003. Mas cá andamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De lr a 08.05.2006 às 13:48

Errata:
"Escapa-se-lhes"
"descobertas"
Sem imagem de perfil

De lr a 06.05.2006 às 21:33

O único 'problema'dos blogs, perdão, dos bloguistas, dos de agora e dos que existiam já há três anos, é fecharem-se num mundo circular, de raio desinteressante movido a interesses [digo eu]. Escapase-lhes sempre imenso do há para conhecer nos milhões de blogs que por aí há - um mundo secreto e disponível a decobertas várias.
Sem imagem de perfil

De Carlos Malmoro a 06.05.2006 às 20:44

Tenho o blog desde esse tempo. Não tenho a certeza se o que mudou foi para pior ou para melhor. Nem qual o tom certo de um blog - eu nem sei qual é o tom do meu...
Mas o que em nada mudou, desde há três anos a esta parte, foi o viciozinho de se estar num café, ver uma cena completamente banal,dar-lhe a volta e transformá-la num texto. E isso é quanto basta para por cá continuar
Sem imagem de perfil

De Mario a 06.05.2006 às 14:16

Até os músicos por vezes preferem tons dissonantes. O "tom" do blog é a pessoa que o faz, se ela quiser ser "certinha" quando naturalmente é mais "desordenada" não vai conseguir disfarçar que está a fazer um esforço para parecer outra coisa.
Acho que o melhor para cada autor seria comportar-se como se o seu blog fosse o único que existe e não se preocupar tanto com o que os outros dizem ou fazem. Até mesmo os comentáios, por toda a possivel "riqueza" que possam ter, na realidade eles são completamente irrelevantes.
Sem imagem de perfil

De Rui MCB a 06.05.2006 às 03:00

Por falar em tom, e a noite o que é?

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005