Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 01.11.06
||| A TLEBS pode exterminar-se.
Tenho estado a tentar exercitar-me na TLEBS, ou terminologia linguística para os ensinos básico e secundário (disponível aqui). O trabalho não tem sido fácil, porque a TLEBS é absurda. Vasco Graça Moura tem sido uma das vozes, senão a principal, a insurgir-se contra esse desmando a perpretar contra o ensino do Português. Recentemente, Maria Alzira Seixo na Visão (o que permitiu um pequeno post scriptum a E. P. Coelho no Público) escreveu um artigo notável. Poucos se têm interessado sobre o assunto, e a TLEBS passará por ser esquecida; hão-de deixá-la passar na resma de reformas que os superiores génios instalados no Ministério da Educação periodicamente apresentam. Ora, a TLEBS, proposta por uma equipa de linguistas (seguir os links apresentados aqui), não é um avanço; constitui uma distracção letal, se a ministra, ocupada em tarefas políticas, não lhe puser um travão, como deve. Esta ideia de que o Português é propriedade de um grupo de génios que detestam o Português, pode exterminar-se. Parar a TLEBS é uma etapa.

Ver também Eduardo Pitta e João Gonçalves.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005