Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Pontal e o Chão da Lagoa.

por FJV, em 09.08.08

 

A última Festa do Pontal, ao que me contam, foi um prodígio de folclore, com Marques Mendes e L. F. Menezes disputando o mercado algarvio de sociais-democratas. Já o Chão da Lagoa, na Madeira, é mais exuberante. Manuela Ferreira Leite recusou ir aos dois ajuntamentos – e fez bem. Festas dessa natureza (as tais “da carne assada” que Pacheco Pereira se queixava de ter de frequentar para caçar votos, ai dele) podem ser dispensadas. São anunciadas pelas ruas e pelas praias tal como se apregoavam as touradas. Ângelo Correia, oportuno, vê na atitude de Manuela “o abandono do PSD” e vai discursar no Algarve para clamar por “ideias” – que, como se sabe, nascem nos arraiais. Uma coisa é certa: o partido escolheu Manuela para líder porque estava cansado do Pontal e do Chão da Lagoa.

[Da coluna do Correio da Manhã.]

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Ressaca a 09.08.2008 às 22:43

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...
Sem imagem de perfil

De Flavia a 10.08.2008 às 12:21

Ao contrario do que o Dr. Ângelo Correia afirma, a presidente do PSD esteve bem em não aceitar os convites a mais uns arraias, nos quais não iria arrecadar votos, de maneira alguma. Em tempo de férias, para os nossos políticos , não se justifica a intervenção da Dra. Manuela Ferreira Leite. Seria mais um espectáculo absurdo e vazio que ditava um fracasso completo.
Enganem-se aqueles que estão à espera de politica espectáculo por parte da Dra. Manuela Ferreira Leite.
Sem imagem de perfil

De Kittie a 12.08.2008 às 03:14

Pois eu também acho que Manuela Ferreira Leite fez lindamente em não ir, e ponto final ( pressentimos nós que ela o pôs a seguir à nega).
Esta "lógica" tinha absolutamente de ser quebrada (a do circuito da carne assada).

Quanto ao Ângelo Correia, olha que espanto, o Mazzarino retardado teria de aparecer a dizer o quê, senão isto?
Mas por acaso eu nesta matéria também estou completamente de acordo com ele.
A não comparência de MFL significa o abandono do PSD. Mais exactamente, o abandono do pior lado do PSD...
Indeed :)
Sem imagem de perfil

De MFP a 13.08.2008 às 23:08

Mas o folclore promete continuar, porque no palco ou fora dele, haverá sempre alguém a tocar para outros dançarem. Nos últimos tempos o PSD tem vivido muito à custa disso. Quanto a Manuela, está no seu direito, mas será que o eleitorado social-democrata entende? A distância, por vezes clarifica a visão. Resiste o benefício da dúvida.

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005