Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por FJV, em 20.05.07
||| Casamento, família, vida individual.
O Público de hoje diz que «os portugueses não querem ter mais tempo para a família, ao contrário da maioria dos europeus»; não me parece trágico, nem inesperado, nem absurdo. Os portugueses descobriram que a vida é difícil; não viveram os anos da euforia contínua e do crescimento económico prolongado; cedo demais, souberam o que era a depressão económica e a depressão em si mesma; o Estado nunca foi amigo dos cidadãos, mas um adversário desleal, vigilante, gastador, corrupto e ineficaz, com demasiada vida própria e permanente desprezo pelos cidadãos. Por seu lado, o Estado está de boa saúde, dizem os inquilinos do Estado; mas, como se sabe, piorou a vida dos cidadãos. O problema não é a vida em família; é a vida das famílias, a vida à porta de casa. Quem ler esses sinais com atenção, descobre evidências tristes.
[FJV]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Blog anterior

Aviz 2003>2005