Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por FJV, em 02.07.06
||| Vender livros. Mais uma máquina, 2.













No Gotas d'Água, esta imagem e esta explicação.
«Desde há algum tempo que pode aceder a máquinas de venda de livros em algumas estações de metro e não só. O menu é variado: vai desde Homero, passa por Baudelaire e acaba em livros de cozinha. Eu gostava de ter uma coisa destas no metro de Lisboa.»
Nuno Vargas, no Catalunya@Large menciona o caso de Barcelona.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De espinha72 a 04.07.2006 às 14:26

Se algum dia tivermos máquinas de vender livros no Metro de Lisboa ( e eu só imagino essa hipótese num cenário de hiper subsidiação estatal) podemos ter a certeza que nunca serão roubadas. Podem até as colocar nos recantos mais perigosos da capital, mas tudo o que lhes acontecerá será acumularem pó. A um amigo meu já lhe entraram “n” vezes no carro , já lhe levaram , lenços , desodorizante , etc mil um artigos irrisórios, mas nunca os livros.
Sem imagem de perfil

De Nelson a 04.07.2006 às 13:21

Para quem gosta de livros, livrarias e bibliotecas pode parecer demasiado "frio" este conceito. Mas para quem apenas deseja comprar algo que ler, parece boa ideia. Talvez devesse ter também revistas para minimizar o risco, pelo menos aqui em Portugal.
Será que alguém arrisca neste negócio?
Sem imagem de perfil

De Politikos a 04.07.2006 às 01:23

Ó FJV, por este andar, e com tanta insistência, ainda alguém lhe pega na ideia... A mim, por acaso tb me agradava...
A propósito ou a despropósito, uma amiga minha foi, há duas semanas, passar 4 dias à Balaia com uma outra amiga... Acabou por ficar 8 dias mas só levava «leitura» para os 4 previstos. É claro que não conseguiu encontrar livros por lá mas apenas e só jornais e revistas... Acabou a ler o que havia naquela casa que não era dela: livros juvenis... Ora veja lá se uma maquineta destas não poderia tb existir para além do metro...
Sem imagem de perfil

De Francisco del Mundo a 04.07.2006 às 00:33

Ora ai está uma bela ideia e um desastre para a minha carteira! Sim, eu adoro as livrarias, mas não iria resistir de cada vez que passasse por uma maquina dessas....
Abraço, carissimo
Sem imagem de perfil

De gotadagua a 03.07.2006 às 23:44

Qualquer um de nós gosta muito de livros e de livrarias.
Esse gosto e esse hábito não estão em causa.

Eu não teria problemas em comprar um livro numa dessas máquinas.
Sem imagem de perfil

De scheeko™ a 03.07.2006 às 10:55

Há ano e meio vi Saramago numa dessas máquinas em Barcelona.
Sem imagem de perfil

De Borges a 03.07.2006 às 01:02

Eu seria incapaz de comprar um livro numa destas máquinas, ainda que, em última instância não seja uma ideia assim tão má.
Uma das coisas mais agradáveis que há é, sem dúvida, ir a uma boa livraria e percorrer todos os livros, sentindo o seu cheiro a novo, percorrer com as mãos os exemplares virgens, o acto mágico do virar de página e, infelizmente, a desilusão que é apercebermo-nos que temos tão pouco tempo para tantas palavras...

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.