Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por FJV, em 07.09.05
||| Chuva.
Chove em Lisboa. Ainda não aquela chuva como no princípio da Mazurca para Dos Muertos, de Cela. Mas era essa que apetecia. Chuva que lavasse as ruas, as paredes. Que levasse a poeira que não foi arrastada pelo vento. Que molhasse os vidros. Que demorasse por quinze dias. Há aqui um pouco daquele romantismo de Outono, sim, mas eu não quero ter saudades do Verão. Quase nunca me importo de ter Verão, embora aquele primeiro frio de Outubro me comova. A primeira chuva é fraca. É uma barreira contra a tempestade que não veio.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.09.2005 às 13:43

Tenho sempre saudades do Verão...
Sem imagem de perfil

De ISA a 13.09.2005 às 14:58

Muito bonito este post.

Ainda bem que se apaixonou depressa por outro blog e o partilha connosco!
Sem imagem de perfil

De Ana a 08.09.2005 às 20:19

O Outono... as cores douradas, a luz...
A chuva a cair lá fora e uma pessoa no quentinho a ver.
Não há nada melhor... a seguir ao Verão!
Concordo: viva o romantismo!!!!!!!!!

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005