Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por FJV, em 04.09.05
||| Coisa de homens.
No restaurante, pai e mãe trazem a filha e o energúmeno. O energúmeno é o filho, oito ou nove anos. Digamos dez. O energúmeno frequenta um clube de futebol e, ao jantar, conta entusiasmado as aventuras da semana no balneário e no campo de jogos. E de como perderam o jogo com uma equipa vizinha. «O mister não percebe nada daquilo. E quando me mandou substituir mandei-o levar no cu.» Ri. O pai ri. A mãe diz que ele não pode dizer palavrões e não pode portar-se assim. O pai vem em defesa do energúmeno: «Isto são coisas de homem, é futebol. Querias que ele andasse no futebol e fosse um merdas?»

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De Mário a 05.09.2005 às 11:08

Às vezes entusiasmo-me e falo um bocadinho mais alto e são as minhas filhas que me mandam ter maneiras ;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2005 às 05:22

O os VV,s são uns filhos da puta.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.09.2005 às 05:19

Scolari, filho d puta.Ó enrnegúmeno...cençura.
Sem imagem de perfil

De TMara a 04.09.2005 às 22:53

a família «energúmena» Isso sim. Boa semana
Sem imagem de perfil

De Alface a 04.09.2005 às 17:38

Ainda chega a Deputado!!! Com passagem por Presidente da Câmara, claro!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.09.2005 às 16:23

Chapadão....quéisso...isso era no tempo em que os filhos tratavam os pais por você e os pais os tratavam por tu, agora é ao contrário os filhos tratam o pais por tu enquanto os pais os tratam por você, logo a haver chapadão seria ao contrário............. e há que ir de imediato ao psiquiatra porque o menino ficou traumatizado.....é ou não é? é porque eu os ouço em tudo quanto é sítio, na praia, no supermercado, em Cascais.....e também ouço as queixinhas na TVI que não mandaram um psiquiatra pró menino e prá menina..

Quem m'acode..

Severino
Sem imagem de perfil

De Teófilo M. a 04.09.2005 às 14:40

Deixe lá Francisco, daqui a uns anitos, se o energúmeno tiver habilidade de pés ou de cabeça, lá estarão muitos a pagar para vê-lo jogar...

Depois digam que o problema é só do pai, da mãe ou dos professores do energúmeno.
Sem imagem de perfil

De Ernesto a 04.09.2005 às 13:03

A pedagogia devia era ter sido impressa na cara do piqueno e do graudo, então?
:-)
O problema é a inculcação de valores; que pai bate num filho se julga que o seu filho age correctamente?
Sem imagem de perfil

De Francisco J. V. a 04.09.2005 às 12:46

não sou pedagogo; mas não tenho de explicar que o rapaz é um elo fraco ao pé do pai, a quem competia levar dois estalos, ou tenho?
Sem imagem de perfil

De SaltaPocinhas a 04.09.2005 às 11:47

Tadinho do energúmeno!
E já agora, tadinha também da professora dele!

Comentar post


Pág. 1/2




Blog anterior

Aviz 2003>2005