Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por FJV, em 21.12.05
||| O debate.
Cavaco ganhou o debate de ontem. Não pelo que disse. Mas por quase tudo o que Soares fez. Ao contrário do que o ex-presidente disse à saída dos estúdios, não se colocaram questões políticas, na verdade -- mas de carácter. Ontem esteve em julgamento o carácter de Cavaco. É claro que há um argumento em defesa do género: que as questões de carácter nos interessam. Se isso é verdade, Soares revelou um carácter que não me interessa, misturando ressentimento com arrogância, insinuações e com aquele feitio miudinho, chato, de proprietário cheio de certezas. E isto é tudo.

Ver, entretanto, o que escrevem João Gonçalves e MacGuffin.

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Francisco del Mundo a 23.12.2005 às 01:24

É assim, aquele ataque de "amigos meus contaram-me a atitude de Cavaco nos Conselhos Europeus" pareceu-me tão baixa, que sei porque nunca votei nem votarei Soares...
Sem imagem de perfil

De Pedro Nogueira a 23.12.2005 às 00:12

O que há a dizer sobre o debate disse-o Vasco Pulido Valente no "Publico" do dia seguinte. E o tempo ainda vai dar razão a Soares. Disso tenho a certeza.
Sem imagem de perfil

De NUNO FERREIRA a 23.12.2005 às 00:07

Cavaco revelou um carácter que não me interessa, misturando frieza com arrogância, falsa seriedade e com aquele feitio de pretenso salvador da pátria, chato, de proprietário da certeza de que com ele Portugal vai ser salvo e voltar a ser grande quando nunca o foi. E isto é tudo.
Sem imagem de perfil

De Ernesto a 22.12.2005 às 14:29

de acordo. bem resumido.
Sem imagem de perfil

De Tonibler a 22.12.2005 às 00:46

Sim, é tudo.
Sem imagem de perfil

De António Viriato a 21.12.2005 às 22:23

Concordo com a curta mas perspicaz observação.
Em Soares, o tempo parece acentuar os defeitos e desvanecer as qualidades. Que triste canto de cisne político este homem escolheu praticar. Ninguém, da sua imensa corte, lhe fará a caridade de um conselho sensato ?
Sem imagem de perfil

De AMC a 21.12.2005 às 20:56

Exactamente! O ódio doentio - ou não o fosse quase sempre revelador de doença (mental) - saía-lhe pelas porosidades - já pouco resistentes e flácidas - de raposa ronceira, velha, cansada, irascível e sem o mínimo de pudor.
Na minha modesta opinião, muito contribuiu a atitude impassível dos 2 jornalistas - que muito admiro e, em consequência, fiquei perplexo.
Cavaco ganhou em todas as frentes: seriedade, disciplina, projecto, rectidão e educação.
Um abraço

Comentar post




Blog anterior

Aviz 2003>2005