Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não discutam com malucos.

por FJV, em 08.07.17

Ninguém esquece tão cedo aquela declaração patusca: a meio da noite, entre a escuridão letal e os clarões das chamas, as autoridades, competentíssimas, tinham descoberto uma árvore criminosa (“Já está detida para averiguações”, faltou dizer), culpada da tragédia de Pedrógão. Todos descansámos – era só levar a árvore a julgamento. Duas semanas depois, está provado que a pressa em encontrar a árvore pretendia esconder a floresta de suspeitas. Uma procissão de dislates (com lágrimas ministeriais mal treinadas) que culminou na reação espinoteada ao assalto de Tancos. O resumo destes quinze dias passa com grande facilidade da tragédia à comédia e depois à ópera bufa, com o governo parcialmente de férias a decretar que foi tudo coisa sem importância. Agora é a febre dos inquéritos: apurar tudo de alto a baixo, mas mesmo tudo, sem limites. Cito. Nessa altura recomendo que se ouça o dr. J. M. Júdice, a quem “um político de nível muito elevado” disse que os assaltantes de Tancos já estavam debaixo de olho mas faltou um Chuck Norris do lado dos bons. Resumo: não discutam com malucos.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds