Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O lixo que vem da morte.

por FJV, em 08.11.16

Enquanto decorre a Web Summit (ui, que não se pode rir do assunto), falemos de geografia de Itália. A nordeste de Nápoles, em plena Campânia, existe uma região (delimitada pelos seus três vértices, Acerra, Nola e Marigliano) conhecida como “o triângulo da morte”. A designação, macabra, deve-se ao facto de aí existir uma rara e altíssima taxa de mortalidade por cancro do fígado e da bexiga. Os primeiros estudos sobre o problema foram publicados em 2004 e atribuíram a causa aos resíduos industriais depositados na região (uma operação atribuída à máfia napolitana) e provenientes do norte de Itália. A partir de 2008 decidiu-se retirar o lixo tóxico da zona (os tribunais europeus tinham aplicado severas multas de 120 mil euros diários) mas o problema era o seguinte: onde depositá-lo? Vários países recusaram a generosa oferta, e em agosto Marrocos também deu nega. Há dias, o jornal Il Matino, de Nápoles, anunciou que os primeiros contentores de lixo tóxico tinham partido com um novo destino. Adivinhou: Portugal. Já chegaram ao porto de Setúbal. Não é simples lixo para ser tratado. É uma ameaça que o país mete dentro de portas. 

[Da coluna do CM]

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds