Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma história de outros tempos, 1.

por FJV, em 11.06.16

Há duas formas de fazer política e nunca se espera que a mais “honesta” possa vencer. Em poucas linhas, toda a gente fala da transformação de Costa em líder carismático & desenvolto do partido. Costa fê-lo sem dificuldade, transformando a “geringonça” numa necessidade e fazendo do que “as pessoas querem ouvir” um programa quase absoluto. De repente, muitos começam a recordar a frase de Sampaio sobre a possibilidade de existência de “vida para além do défice” e a de vários magos avulsos acerca da “ditadura da economia” sobre as nossas vidas. É certo que, depois da frase de Sampaio, vieram outros tempos – com o próprio Sampaio a chamar a atenção, nos primeiros meses do governo de Sócrates (e a pedido deste), para a necessidade de lidar com “o monstro”. O “monstro” era o défice; tanto o de Barroso como o de Sócrates – mas quem se lembra? Não foi por acaso que, nos seus discursos, a única vez que Costa utilizou a palavra “imoral” foi a propósito de eventuais sanções por causa do “monstro”. Diante disto, com um verão inteiro pela frente, quem quer saber de economia? 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds