Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Camões.

por FJV, em 14.06.11

Carlos Reis, coordenador dos programas do ensino básico, acha que “talvez devesse ser dado a Camões um outro realce, não apenas quantitativa mas também qualitativamente”. Tem razão. O problema é que Portugal tem um problema com Camões – e não é literário, como devia ser (porque é um génio de dimensão universal). É, em vez disso, de natureza política. Desde o século XIX que, infelizmente, Camões é sinónimo de patriotismo. Primeiro, pela mão dos republicanos; depois, pela do Estado Novo; depois, alternadamente, ora pela “esquerda cívica”, ora pela “direita das escolas”. De fora fica Camões como um génio a ler, reler e comentar. Às vezes, no Dia de Camões e das Comunidades, apetecia sugerir a leitura do autor de Os Lusíadas – um soneto que fosse, uma redondilha. Hão-de ver que é deslumbrante.

[Na coluna do Correio da Manhã]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Liberdade económica.

por FJV, em 14.06.11

Via O Insurgente, o índice de liberdade económica (Index of Economic Freedom World Rankings): Cabo Verde em 65.º lugar, Portugal em 69.º. O nosso país regista uma descida de 0.4 pontos em relação ao ano anterior e é o 32.º na lista dos 43 países europeus.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds