Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As novas tecnologias.

por FJV, em 09.10.10

Na feira de Frankfurt vi seis livros sobre Ferran Adrià. De cada vez que me aproximava de um deles aparecia um editor ou uma agente murmurando «ah, elBulli...», ou perguntando «já foi ao elBulli?, ah, elBulli...», quando uma pessoa vinha do piso inferior onde o luxo gastronómico se reduzia a um par de salsichas com sauerkraut e pão de centeio para acompanhar a segunda dose de weissbier. Assim nasce um ódio divertido, um ataque de riso; Ferran Adrià, o mago da cozinha molecular (ataque de riso) foi convidado para a Documenta Kassel como um expoente do design. Uma pessoa senta-se à mesa de elBulli depois de passar alguns meses numa lista de espera entre toureiros e executivos da Procter & Gamble, e apetece-lhe, digamos, um arroz de grelos para acompanhar as crudités de alcachofas y parmesano con costillitas de conejo, enquanto não chega o tuétano con ravioli de ceps y langosta. A comida é excelente, mas a Documenta Kassel explode nos catálogos. Design. E agora as novas tecnologias, o novo-riquismo da temporada (enquanto não se descobre que o grande problema ecológico são os grandes cemitérios de chips e plásticos, e não a devastação de eucaliptos para celulose): Adrià abre o elBulli às novas tecnologias, numa parceria com a Telefónica. Infelizmente, a PT já não é aliada da companhia espanhola. À minha avó, que preparava as melhores sardinhas cruas, marinadas em limão e azeite, com salada de azedas, não muito diferentes (mas melhores) das sardinas a la grosella negra y eucalipto ou das sardinitas al azafrán con coliflor y cebolla tierna, ou que servia uns ovos estrelados (que podiam acompanhar, mas sem espuma, o huevo frito con jamón y caramelo demerara) sobre arroz de frango, faltava-lhe um curso de arquitectura de interiores. Agora digam-me se estes «encuentros con directivos y clientes y conferencias con un fuerte componente innovador y tecnológico en contenido y forma», que Adrià irá manter com Miami, Nova Iorque, Londres, Buenos Aires, Berlim, México, Madrid ou Barcelona, não é mesmo um produto inferior às fotografias de JR Duran para a Playboy brasileira.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds