Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A linguagem dos guindastes, 3.

por FJV, em 29.09.09

A noite das vulgaridades: é triste ver políticos agarrados a recortes e fotocópias de jornais para tentar levar vantagem. Afinal, sempre dependem das páginas dos jornais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A linguagem dos guindastes, 2.

por FJV, em 29.09.09

Outra das não-novidades desta noite: falar de alhos e responder com bugalhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A linguagem dos guindastes.

por FJV, em 29.09.09

A outra expressão deliciosa que acabo de ouvir, sempre acompanhada daquele ar pesaroso (é o Mário Bettencourt na televisão), é aquela ainda mais divertida: «...o regular funcionamento das instituições democráticas.» 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais um episódio.

por FJV, em 29.09.09

Não sei que jornalista fez uma pergunta divertida a Pedro Silva Pereira no final da leitura do comunicado do PS, mas teve graça. Era qualquer coisa como isto: «Será que acabou a cooperação estratégica?» Estas perguntas têm graça.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Derrotados de todo o mundo, estais identificados.

por FJV, em 29.09.09

Vital Moreira acha que os resultados eleitorais de domingo configuram uma «derrota da TVI e da SIC, do Sol e do Semanário, do Correio da Manhã e do Público, e tutti quanti.» Assim, caro Vital, é fácil fazer amigos. Espero que os resultados não signifiquem, por seu lado, a vitória da RTP, da TSF, do Diário de Notícias, da Antena Um, do Jornal de Notícias, do Canal Hollywood, do Acção Socialista e tutti quanti.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chávez e Kadhafi.

por FJV, em 29.09.09

Isto também merece estudo: Chávez e Kadhafi, em Caracas, pedem para «acelerar uma conferência internacional para definir o conceito de terrorismo».

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não há pecado a sul do equador.

por FJV, em 29.09.09

 

Este é um caso para estudo: cumprem-se hoje 60 dias de censura pública e oficial sobre o Estado de São Paulo. Desde 31 de Julho que o jornal está proibido de dar informações sobre a operação policial em que estão implicados José Sarney e Fernando Sarney. Há sempre um juiz que faz um jeitinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Amin Maalouf.

por FJV, em 29.09.09

Olha quem defende a restauração da monarquia no Afeganistão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Honduras e Colômbia.

por FJV, em 29.09.09

De acordo: a chavização da direita na América Latina. E o referendo para o terceiro mandato de Uribe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Surdez.

por FJV, em 29.09.09

Cerca de dez milhões de europeus podem ficar surdos se continuarem a ouvir música com o volume demasiado alto nos “fones”. Considerando que há cerca de 100 milhões de europeus que diariamente ouvem música em leitores de mp3, e que se venderam cerca de 240 milhões desses aparelhos no ano passado, os números nem são muito aterradores. De qualquer modo, a União Europeia prepara legislação sobre o assunto para obrigar os fabricantes a reduzir a os decibéis à partida e para impedir que sejamos agredidos diariamente pelo som dos outros. Por um lado, parece uma preocupação justificada; por outro, não sei, não sei: a ideia de esses 10 milhões de patetas ficarem surdos é muito atraente. Pode ser perverso e cruel (e é), mas seria uma maneira de os impedir de ouvir aquela gritaria.

[Na coluna do Correio da Manhã]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Góticas.

por FJV, em 29.09.09

Parece que o primeiro-ministro Zapatero tinha feito um acordo com a imprensa para que não fossem publicadas fotografias das suas filhas. Legítimo. Porém, Zapatero foi a Nova Iorque e levou-as, juntando toda a prole num retrato com Obama e mulher. A fotografia foi parar à net e disponibilizada no sítio oficial da Casa Branca. Zapatero não gostou e pediu para retirarem a foto quando ela já andava pela net, mostrando a família, incluindo as duas filhas, góticas e com botas Doc Martens. Uma coisa é proteger a família, e o primeiro-ministro espanhol tem todo o direito de o fazer; outra, diferente, é ser fotografado com Obama e impedir que a imprensa transcreva o ato público. As raparigas ficam bem: góticas, de negro, limpam a imagem de boneco de plástico de Zapatero.

[Na coluna do Correio da Manhã]

Autoria e outros dados (tags, etc)



Blog anterior

Aviz 2003>2005


subscrever feeds